Marcos Dark Em 31 - março - 2015

O DIÁRIO DE MATT MURDOCK – Parte 15

MattMurdock015A

– Daredevil n° 12 ( Janeiro de 1966 )

* “Sightless In A Savage Land”, história escrita por Stan Lee, desenhada por John Romita Sr e Jack Kirby

Publicada no Brasil pela Ebal na revista O Demolidor n° 11 (“Cego, Numa Terra Selvagem”); pela editora Bloch na revita Demolidor n° 10 (“Um Cego Na Selva Perdida”)

Stan Lee não perdoa! Além de criar um herói cego, ainda o coloca em situações das mais inusitadas possíveis. Ou seja, a provação de Matt Murdock não se limitava apenas nos vilões absurdos que enfrentava, mas no andamento de suas próprias histórias. Ainda assim, o personagem não perde a compostura e é visto sorridente e feliz com o que faz. Sequer perde tempo se lamuriando sobre a mulher pela qual se apaixonou (Karen Page). No máximo, alguns pensamentos de “fossa” e, logo em seguida, dar a volta por cima. É isso aí, Matt! Bola pra frente… só tome cuidado por onde anda. Já na arte, Stan Lee testava um jovem John Romita Sr. (sobre esboços de Jack Kirby) que viria a assumir a revista do Homem-Aranha futuramente e, literalmente, faria história.

Matt decide deixar seu sócio, Foggy, e Karen Page e seguir seus próprios caminhos. Apesar de lembrar-se dos perigos que passou como Demolidor, Matt ainda ama advogar e pretende seguir com a carreira. Mas, antes, precisa limpar suas lembranças mais recentes com um belo cruzeiro para relaxar. Mas, filosofar tanto sobre o futuro o faz se atrasar em embarcar e ele prefere alcançar o navio da forma mais rápida que conhece… com sua identidade de Demolidor, correndo pelos telhados e impulsionando-se em direção ao porto.

Apesar das férias improvisadas, ele não descansa sua cabeça como super-herói. Ao descobrir que aquele navio corre o risco de encontrar O Saqueador, um moderno pirata que ataca a rota onde seu cruzeiro segue, fica atento a qualquer sinal de perigo. O Saqueador, no entanto faz com que seu barco se aproxime tão sorrateiramente diante do cruzeiro, que o herói cego fica decepcionado. Apesar de esse pirata conduzir uma escuna e se vestir como piratas do passado, Matt percebe que a velocidade da embarcação criminosa não condiz com sua aparência.

Quando os piratas invadem o cruzeiro, Matt já os começa a atacar vestido como o Demolidor. Mas o herói se vê obrigado render-se diante da ameaça do Saqueador em jogar um dos tripulantes nas águas. O vilão, surpreso com a destreza do Demolidor, o obriga a acompanhá-lo. Uma vez na embarcação, o herói percebe que realmente os piratas são mais do que aparentam. O Saqueador, que se identifica como Lorde Parnival, só saqueia embarcações por prazer. Sequer almeja o fruto do roubo. Faz isso pela aventura. Logo, o Saqueador mostra um comando em sua escuna… que a transforma em um moderno submarino. O vilão quer que o Demolidor faça parte de sua equipe. Ele, por sua vez, continua com a farsa enquanto se dirigem para a Ilha da Caveira. O herói percebe que está ao lado de um louco perigoso, pois o Saqueador é extremamente determinado.

Chegando a Ilha da Caveira, o grupo é atacado por um tigre dentes de sabre, seguido por um homem que mais parece um Tarzan loiro… seu nome é Kazar. Demolidor tenta acalmar o selvagem Ka-Zar, mas acaba sendo nocauteado. Durante a confusão, os explosivos dos piratas são detonados e a força da explosão deixa o Demolidor sem seu sentido de radar. Agora ele realmente é apenas um cego. Um dos estilhaços da explosão atinge o Demolidor. Ka-Zar, admirado com sua bravura, prefere levá-lo para longe dos piratas, pois sabe que aquele homem não é um criminoso.

Ka-Zar sai para conseguir plantas medicinais, mas logo demonstra estar em perigo, chamando seu fiel tigre Zabu. O Demolidor continua desacordado… mas está sozinho. Naquele instante, aparece o temido Maa-Gor, remanescente da mortal tribo dos homens macacos.

Continua…

MattMurdock015B